Campanha de multivacinação começa nesta segunda-feira

No Paraná, serão mais de 2 mil salas de vacina em funcionamento.

A Campanha de Multivacinação 2016 começa nesta segunda-feira (19) e vai até o dia 30 com o objetivo de resgatar não vacinados ou completar esquemas de imunização. São 14 tipos de vacinas que fazem parte do esquema vacinal de crianças menores de 5 anos e entre 9 de 14 anos. No Paraná, serão mais de 2 mil salas de vacina em funcionamento.

“Os pais devem ficar atentos e levar os filhos que fazem parte do público-alvo da campanha até a Unidade de Saúde mais próxima para completar a carteirinha de vacinação. Queremos aumentar cada vez mais a adesão à campanha e reduzir as doenças imunopreveníveis no Paraná”, disse o coordenador estadual de Imunização, da Secretaria de Estado da Saúde, João Luís Crivellaro.

No próximo sábado (24), dia D da campanha, as Unidades de Saúde em 394 municípios estarão abertas. De acordo com o coordenador, é importante levar a caderneta de vacinação, mas mesmo sem ela as vacinas serão aplicadas. Também é necessário portar um documento de identificação da criança.

Segundo Crivellaro, a caderneta de vacinação é um documento pessoal e deve acompanhar a criança e o adolescente a todo o momento. Pais e responsáveis devem ser incentivados a trazerem a caderneta de vacinação para uma avaliação criteriosa da situação vacinal.

ADOLESCENTES – Diferente dos outros anos, a campanha de 2016 abrange também os adolescentes. “Além da resistência dos adolescentes a se vacinarem, muitas vezes os pais acreditam que quem está nesta idade já não precisa mais tomar vacina e acabam não incentivando os filhos”, alerta Crivellaro.

O alerta maior é para a vacina de HPV, que previne o câncer de colo do útero. Todas as meninas de 9 a 13 anos devem receber duas doses com o intervalo de seis meses entre as aplicações. Além dessa, também fazem parte da campanha as vacinas dupla adulto (difteria e tétano), DTP (difteria, tétano e coqueluche), febre amarela, hepatite A, meningocócica C, pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, meningite e hepatite B), pneumo 10, rotavírus, varicela, VIP (poliomelite injetável), VOP (poliomelite oral), tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) e tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela).

DENGUE – Os municípios de Paranaguá e Assaí, que estão vacinando pessoas a partir de 9 anos contra a dengue, devem ter um cuidado especial. As crianças que foram imunizadas devem respeitar um intervalo de 30 dias para uma nova vacina.

Fonte: AEN

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esconder