Complexo Macrorregional deverá funcionar no início de novembro no Consamu

Com a unificação das centrais de leito a ideia e dar mais fluidez e agilidade ao processo.

Nesta sala que fica na 10ª Regional de Saúde está a Central de Leitos Especializados. Essas mulheres fazendo ligações buscam a disponibilização de vagas hospitalares nos municípios da região.

Aqui a cena se repete, a sala que fica no Consamu (Consórcio intermunicipal SAMU) fica responsável pela regulação de urgência e emergência. São diversas ligações por dia atrás de vagas disponíveis.

A unificação das duas centrais de leitos vai favorecer os pacientes. O governo do estado já autorizou a Central Macrorregional que deve agilizar o trabalho.

O objetivo da unificação é reunir na mesma sala especialistas para tomar decisões rápidas em prol dos pacientes que esperam por uma vaga, já que todas as solicitações devem ficar centralizadas.

O Consamu está adequando o espaço que vai abrigar a central de regulação Macrorregional, que também deve receber mais funcionários, como médicos e enfermeiros.

Com o complexo Macrorregional a ideia é dar mais fluidez e agilidade no processo de busca por leitos.

A expectativa é que a nova operação da central tenha início em novembro, mas isso depende da finalização da obra e também da contratação de servidores por meio de concurso.

Com informações da CATVE.

Fonte: CATVE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esconder