Contran adia implantação das placas do Mercosul no Brasil

Prazo mudou para 30 de junho de 2019 para que os Departamentos tenham mais tempo para se adequar.

Mudou novamente o prazo para a implantação das placas padrão do Mercosul. A data agora informada pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito) nesta sexta-feira (28) ficou para 30 de junho de 2019.

O motivo segundo o Conselho é para que os Detrans (Departamentos de Trânsito) tenham um tempo maior para conseguirem se adequarem as novas regras.

PLACAS

O novo modelo terá itens de segurança que permitirão a rastreabilidade das placas e dos veículos por meio de QR code praticamente impedindo a clonagem. Numa segunda fase haverá ainda, como reforço de segurança, a implantação de um chip.

A medida vai permitir uma maior efetividade no chamado canal verde, que é um sistema que facilita o controle de pessoas e cargas através de postos com antenas de rádio-frequência, além de melhorar a fiscalização evitando paradas dos caminhões, por exemplo.

A placa terá o mesmo desenho em todos os países do Mercosul com quatro letras e três números em fundo branco. O novo modelo terá código único e conterá todos os dados de confecção da placa, como a identificação do fornecedor e o número de série, data e ano da fabricação da peça. Inclui ainda o modelo do carro.

Quem precisa trocar as placas?

Primeiro, elas serão adotadas para carros novos, em transferências ou em substituição de placas. Veículos usados terão até 31 de dezembro de 2023 para mudar.

Segundo o DETRAN, o preço da nova placa será o mesmo das atuais. O processo de troca também. A mudança ainda é tema de discussão em Brasília, mas o DETRAN do Paraná trabalha com a última determinação do DENATRAN.

Fonte: Catve

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esconder