Proposta do Tribunal prevê fusão de Municípios: Entre Rios, Pato Bragado e Quatro Pontes estão na lista

Estes municípios, caso a proposta seja aprovada, entrariam no processo de fusão e até mesmo deixariam de existir.

O presidente do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, conselheiro Ivan Bonilha, entregou ao Tribunal de Contas da União, em Brasília, estudo realizado pela corte paranaense que prevê a fusão de municípios como forma de melhorar a prestação dos serviços públicos à população e promover economia de recursos públicos.

Municípios com população inferior a 5 mil habitantes, que seriam 1.301 em todo o país, e 96 dos 399 municípios paranaenses, tendem a não apresentar condições mínimas para prestar os serviços básicos ao cidadão, como saúde e educação, segundo o estudo do Tribunal de Contas do Paraná.

A fusão representaria um ganho de escala, com o aumento da população, além da redução de cargos políticos, aumento da poupança dos cofres públicos, maior independência financeira e dinamismo econômico municipal.

A fórmula que seria usada para a possível fusão de municípios ainda não foi detalhada pelo Tribunal, mas vai gerar polêmica em todo o Paraná.

Ocorre que na lista dos municípios com menos de 5 mil habitantes na comarca de Marechal Cândido Rondon, por exemplo, estão Pato Bragado, Quatro Pontes e Entre Rios do Oeste.

Completam a lista no Oeste: Diamante do Sul, Espigão Alto do Iguaçu, Iracema do Oeste, Marquinho, Quatro Centenário, Ramilândia, São José das Palmeiras e Serranópolis do Iguaçu.

Estes municípios, caso a proposta seja aprovada, entrariam no processo de fusão e até mesmo deixariam de existir.

Hoje a tarde, o Presidente do Tribunal de Contas do Paraná, Ivan Bonilha, pretende apresentar à imprensa, mais informações sobre a proposta e explicar como seria feito o processo de fusão dos municípios com menos de 5 mil habitantes.

Fonte: Rádio Educadora

6 Comentários para "Proposta do Tribunal prevê fusão de Municípios: Entre Rios, Pato Bragado e Quatro Pontes estão na lista"

  1. Isso é patético ! Pato Bragado tem mais de 5 mil habitantes, e outra, temos uma saúde de ótima qualidade e educação tbm . O nome disso é regresso !!!!!

  2. Tenho certeza de que essa mudança caso venha realmente acontecer, será um retrocesso na vida desses municípios vizinhos com Pato Bragado, Quatro Pontes e Entre rios, pois eu duvido que isso seja para melhorar a situação dos mesmos e eu como moro perto e sempre os visito, pude ver uma mudança gigantesca em todos os sentidos, pois esses municípios melhoram e não foi pouco em todos os sentidos, é só fazer uma pesquisa junto a população. Por isso eu acho que todos devemos ser contra esse pensamento absurdo !

  3. Muito patético, não só comparando a saúde mas as estradas rurais do município, dão de 10 X 0 em Marechal. Trabalho em Marechal e utilizo das estradas rurais, onde quando chove, preciso quase parar o funcionamento da empresa por falta de trafegabilidade nestas vias. Ai vem um cara que nunca andou no interior, com uma proposta desta, afff….

  4. realmente se isso acontecer vai ser um retrocesso para esses municipios e quem vai pagar mais uma vez são os munícipes…

  5. Sou contra a fusão de municípios. Mas para poderem subriviver urgente reduzir funcionários, máximo três secretários, cinco vereadores…….altos salários quem paga a conta é o munícipe um absurdo isso….

  6. Realmente isso é uma vergonha!! Essa pessoa está sentada atraz de uma mesa, numa sala com ar condicionado e não sabe o que se para no mundo a fora. Esses municípios dão de dez a zero em estrada, saúde. Se sustentam com sua arrecadação. Retroceder foi a palavra chave que usaram nos comentários acima.

Deixe uma resposta para Josué Martins claudio Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esconder