Advogada de narcotraficantes brasileiros é morta no Paraguai

Laura Marcela Casuso chegou a ser socorrida e passou por cirurgia, mas não resistiu e morreu.

A argentina Laura Marcela Casuso de 54 anos foi alvejada com vários disparos de arma de fogo no Bairro María Victoria da cidade de Pedro Juan Cabalhero, no Paraguai.

Ela foi cercada por um atirador que estava na companhia de outras pessoas que estavam em um veículo.

As imagens do circuito de segurança mostram que a advogada havia deixado uma casa e estava prestes a embarcar em seu Range Rover SUV com a placa de matrícula brasileira AWD 1541 do município de Santana de Parnaíba, no estado de São Paulo, quando se aproximou, quando o atirador se aproximou.

O profissional ficou gravemente ferido e o matador correu em direção a um Toyota Land Cruiser preto, no qual seus cúmplices estavam esperando por ele. Depois de atacar o rolo, eles fugiram com vários tiros no ar.

Laura foi socorrida e levada imediatamente para o Hospital Regional de Pedro Juan Caballero, onde foi operada. Quando a operação foi concluída, eles decidiram transferi-la para o sanatório privado “Viva Vida”, mas ela morreu no caminho.

Laura Casuso é conhecida por ser advogada dos poderosos narcotraficantes brasileiros Jarvis Chimenes Pavão e Marcelo “Piloto” Pinheiro. O primeiro está atualmente preso no Brasil, e o segundo, no Grupo Especializado da Polícia Nacional, em Assunção, aguardando sua extradição para o país vizinho.

Fonte: CATVE/ABC Color

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esconder