Ex-policial é denunciado pelo Gaeco por falsificação de documentos

Exonerado em 2007, ele continuava se apresentando como investigador de polícia.

O Ministério Público do Paraná, por meio da unidade de Maringá do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), apresentou denúncia na última quarta-feira, 14 de setembro, contra um ex-policial civil. Exonerado em 2007, ele continuava se apresentando como investigador de polícia, exibindo carteira funcional falsificada. Por esse motivo, responderá por falsificação de documento público e uso de documentação falsa.

Em abril deste ano, ele foi preso em flagrante pelo Gaeco por porte ilegal de arma de fogo e de munições de uso restrito, bem como receptação de veículo furtado, crimes pelos quais já responde a processo penal. Na ocasião, além dos documentos falsificados, foram apreendidos com o ex-policial cheques furtados e cartelas de comprimidos. Por isso, ele foi denunciado também por receptação dolosa e venda de medicamentos sem registro na Anvisa, crime que prevê pena de reclusão de 10 a 15 anos.

Fonte: CATVE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esconder