Vacinação contra a Influenza tem baixa adesão dos grupos de riscos em Mercedes

Das 1.232 pessoas do grupo de risco, ainda restam 494 para receber a imunização.

Apesar da Secretaria de Saúde de Mercedes ter disponibilizado todas as unidades de saúde para atender os grupos de riscos com a imunização contra a influenzano último sábado (12), durante o Dia “D”, a adesão pela vacina continua baixa.

Das 1.232 pessoas do grupo de risco, ainda restam 494 para receber a imunização.

Quem não pode se vacinar pode procurar o Centro de Saúde da Sede de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17hou as unidades dos Distritos de Três Irmãs e Arroio Guaçu quinzenalmente, conforme programação, até o dia 1º de junho, data final da campanha nacional.

A vacina disponibilizada, que protege a população contra os três subtipos do vírus da gripe, a Influenza H1N1, H3N2 e a Influenza B, teve público prioritário definido pelo Ministério da Saúde, de acordo com a vulnerabilidade e a possibilidade de complicações, no caso de contrair a doença.

Os grupos de riscos são formados porcrianças de 6 meses a 4 anos, trabalhadores de saúde, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), professores das escolas públicas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e pessoas com idade acima de 60 anos.

Para receber a vacina é necessário levar o cartão do SUS e a caderneta de vacinação. Pessoas com doenças crônicas devem apresentar prescrição médica indicando a imunização e os professores deve possuir declaração do estabelecimento de ensino.

Reações Adversas – Após a aplicação da vacina, podem ocorrer, de forma rara, dor no local da injeção e leve vermelhidão. São manifestações que passam em 48 horas.
Grupo de Risco Meta Quantidade Aplicada Cobertura Atual
Crianças 304 132 43,4%
Trabalhador de Saúde 69 55 79,7%
Gestantes 59 21 35,59%
Puérperas 10 7 70%
Idoso 744 490 65,86%
Professores 46 33 71,74%

O grupo que mais chama a atenção são as crianças, em Mercedes a meta é aplicar a imunização em 304 crianças e a 15 dias da data final da campanha apenas 132 receberam a vacina.
Segundo o setor de imunização os responsáveis devem estar sensibilizados para os riscos que estão colocando seus filhos pelo ato da não vacinação.“Uma pessoa que decide não se vacinar pode colocar em risco seus familiares e pessoas próximas e a sua comunidade, não sendo, portanto, uma atitude sem consequências”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esconder